quarta-feira, 14 de abril de 2021

COVID-19: SÃO JOÃO 2021 NA BAHIA NÃO ACONTECERÁ PELO SEGUNDO ANO CONSECUTIVO E MÚSICOS DE MACAÚBAS FAZEM VÍDEO O LAMENTO JUNINO


A tradicional festa junina SÃO JOÃO deixará de acontecer pelo segundo ano consecutivo, em virtude da nova onda da pandemia de covid-19. Ainda falta o Governo do Estado da Bahia e os municípios cancelarem, mas, nosso Blog www.blogjovanesales.com.br já adianta que não haverá em virtude das orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), no intuito de evitar situações de aglomeração.

Localizada na Chapada Diamantina, Macaúbas se tornou um dos melhores destinos para passar o São João. 

Macaúbas é eternizada na música do forrozeiro Edgar Mão Branca como "Escola de São João". Sua Festa de São João, que é o maior evento junino da sua região e está entre os maiores do estado, é muito conhecido por suas 'quadrilhas' e tradição cultural de seu povo de acender fogueiras em frente às suas residências. Durante todo o ano, a cidade se prepara para esta festa, que movimenta uma grande quantidade de dinheiro.

VÍDEO DO LAMENTO JUNINO PELA FALTA DO SÃO JOÃO

Durante os festejos desta época, a cidade de Macaúbas recebe milhares de visitantes, que são atraídos pelas boas atrações na Praça Imaculada Conceição onde é montada uma enorme estrutura e nas "festas de camisas". Nesses dias é possível conhecer e desfrutar uma enorme variedade de pratos da culinária nordestina, como o bode assado, a buchada, o sarapatel, o feijão de torresmo, a legítima carne do sol do sertão, o feijão verde, o andu, a canjica, a pamonha, os mingaus variados, o baião de dois, dentre outros. A variedade de bebidas típicas dos festejos como os licores caseiros é abundante, e é essencial provar desde os mais tradicionais, como o de jenipapo, maracujá, laranja e gengibre como os mais modernos, de uvas passas.

VÍDEO DO FORRÓ NA BUDEGA

VÍDEO DO SÃO JOÃO MACAÚBAS

Temos a certeza que todos estão lamentando a não realização da nossa maior festa, mas, devemos pensar que em primeiro lugar deve vir o bem-estar das pessoas. “A saúde de todos dever ser a prioridade número um, e não devemos medir esforços para que essa proteção esteja garantida”.

A vacinação está ocorrendo em toda a Bahia, mas, a imunização em massa ainda não é possível, visto que o número de doses recebidas pelo Ministério da Saúde e repassadas por meio do governo do Estado da Bahia aos municípios não é suficiente, ainda mais que eles, não estão autorizados a efetuarem a compra dos imunizantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário