quinta-feira, 24 de setembro de 2020

COVID-19 EM MACAUBAS: ONDE COMEÇOU A SEGUNDA ONDA E SE ESPALHOU


É MELHOR SORRIR E SE CUIDAR, PARABÉNS VALDIRENE

HISTÓRIA DOS NOVOS CASOS DA COVID-19 EM MACAÚBAS, COMO SURGIU E FOI TRANSMITIDO

 

Não vamos citar nomes porque não temos autorização, só uma pessoa autorizou, parabenizamos a Valdirene pela coragem em se expor em um mundo tão preconceituoso, lembrando que quando a pessoa contaminada se curar ela NÃO TRANSMITE para mais ninguém, só se contaminar novamente. 


Tudo começa quando um homem (Homem 1) chega de São Paulo não respeita a quarentena recomendada pela Secretaria da Saúde e vai a um bar da cidade, chegando reencontra uma amiga (Mulher 1) e começa a conversar muito perto um do outro, depois de alguma tempo confessou a amiga (Mulher 1) que estava com febre e diarreia, a (Mulher 1) disse você esta com CORONAVÍRUS, ele sorriu e disse se estiver cerveja e cachaça mata, e continuo agindo normalmente (assim tudo começou).


Esse (HOMEM 1) ainda se envolveu com outra mulher (Mulher 2), depois voltaremos a falar dela.

 

A (mulher 1) passando uns dois dias começou a sentir febre e diarreia, foi na farmácia comprou remédio e se auto medicou, isso tudo indica que aconteceu em uma quinta-feira, a (mulher 1) continuo agindo normalmente no sábado foi a um bar de lá foi com um amigo (homem 2) mais 3 amigas a quem chamaremos (mulher 3, 4 e Valdirene, a mulher desse vídeo).

 

Todos eles foram para Ibipitanga em uma carreta política no sábado onde tiveram contatos com outras pessoas, principalmente com uma mulher de Alvinópolis a quem (chamaremos mulher 6).

Por isso o nossa preocupação com contatos com pessoas vindas de outras cidades e com aglomerações.

Resumindo, as (mulheres 3,4 e Valdirene) ao sentirem os sintomas procuraram a UPA e estão em isolamento (seguindo as orientações da Secretaria da Saúde) em suas residências (todas 3 positivas para COVID-19).

A (mulher 2) do começo da história também testou positivo o (homem 2) testou negativo a mulher 6 de Alvinópolis também testou positivo.

A mulher 1 do começo da nossa história não acreditou no vírus e contaminou a mãe, irmã, sobrinha e a Avó e ainda teve contatos com outras pessoas que estão sendo monitoradas.

Por isso a nossa preocupação, pedimos a todos para ter muita atenção.

Parabenizamos  Valdirene pela coragem em se expor, como se diz, colocar a cara a tapa num mundo tão preconceituoso em que vivemos, como disse ela, meu medo de me expor é grande, mas minha coragem de não ver pessoas amigas e parentes contaminados é maior ainda, nossos parabéns a Valdirene e a todos que se expõe pensando no seu semelhante.

 

Não poderíamos deixar de parabenizar a Secretaria de Saúde e Prefeitura de Macaúbas pelo empenho em ajudar as pessoas que estão doente e em rastrear tudo que aconteceu para não deixar o vírus se espalhar e perder o controle.

 

Vamos em frente com Deus no comando, venceremos.





Nenhum comentário:

Postar um comentário