domingo, 4 de outubro de 2020

COVID-19: PARAMIRIM REGISTRA PRIMEIRA TRANSMISSÃO COMUNITÁRIA

 

Depois da onda de pessoas contaminadas pela COVID-19 agora estamos tendo a segunda onda pós-convenções municipais e teremos a terceira onda depois das eleições, à necessidade de todos se cuidarem ainda é necessária, o vírus esta esperando só uma oportunidade para atingir os descuidados.

A Secretaria de Saúde de Paramirim informou, na tarde desta sexta-feira (2), a notificação do primeiro caso de transmissão comunitária do novo coronavírus no município.

Leia o comunicado oficial:

“A Secretaria Municipal de Saúde CONFIRMA, via teste rápido, mais 05 casos positivos de Coronavírus (Covid-19). Tratam-se de 04 pessoas da mesma família. Dois dos familiares com histórico de viagem a outra cidade. Todos encontram-se em isolamento domiciliar. Destes, um apresenta sintomas leves e três permanecem assintomáticos.
O quinto caso, procurou a unidade hospitalar ontem a noite, após 10 dias de sintomas, realizado teste rápido com resultado positivo para Covid-19. Encontra-se hospitalizado e com quadro de saúde moderado. Importa considerar que este não apresenta histórico de viagem para outras cidades e não relata contato com nenhum caso confirmado.
Portanto, após criteriosa investigação, não foi possível identificar a origem da contaminação do quinto caso relatado. Dessa forma, comunicamos que o perfil epidemiológico do município passou de TRANSMISSÃO LOCAL PARA TRANSMISSÃO COMUNITÁRIA, que é aquela em que não é mais possível localizar a origem da infecção.
Em tempo, informamos ainda a notificação de mais dois casos SUSPEITOS, ambos sem histórico de viagem, sem contato com caso positivo e sem relação com os anteriores.”


Na transmissão local, sabe-se que uma pessoa se infectou pelo contato com outra, que contraiu o vírus após ter estado em região em que há contágio. Já na transmissão comunitária ou sustentada, não se consegue mais mapear a cadeia de infecção e saber quem foi responsável pela contaminação dos demais.

“É um estágio considerado alarmante, por indicar que a circulação do vírus pode estar difusa, não havendo mais um raio restrito de contaminação. Isso potencializa os riscos de transmissão e dificulta o controle da Covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus”, alerta a OMS.

Nesse contexto, as medidas de isolamento social e os cuidados sanitários que têm sido amplamente difundidos ganham ainda mais importância.

“É preciso reduzir, ao máximo, o contato entre as pessoas e tornar rotineiras as ações preventivas, para minimizarmos a progressão do contágio. Estudos apontam que cada pessoa infectada contamina outras três”.

 

FONTE: PARAMIRIM AGORA

Nenhum comentário:

Postar um comentário