quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

MORTES E COVID-19: VAMOS RELEMBRAR PESSOAS FAMOSOS QUE PERDERAM BATALHA PARA O VIRUS

Desde o início da pandemia diversos artistas brasileiros enfrentaram batalhas contra o novo coronavírus e acabaram perdendo. Dentre eles, músicos, atores, radialistas, escritores, diversas personalidades que contribuíam para a arte brasileira.Nesta segunda-feira (07), foi a vez de Eduardo Galvão falecer por causa da doença.

O Varela Notícias listou alguns desses grandes nomes que morreram vítima da Covid-19 em 2020:

O ator Gésio Amadeu, de 73 anos, morreu no dia 5 de agosto. O artista começou a carreira quando ainda era criança, aos 6 anos de idade. Em São Paulo, com 22 anos de idade foi contratado para trabalhar na TV Tupi.

O compositor e escritor Aldir Blanc faleceu aos 73 anos em maio deste ano. Blanc batizou um dos mais tradicionais blocos do Rio, o “Simpatia é Quase Amor”, que desfila há anos em Ipanema. Ele em parceria com João Bosco, é autor do clássico “O bêbado e a equilibrista”, de 1979.

(Foto: Leo Aversa/Divulgação)

Rodrigo Rodrigues morreu aos 45 anos em 28 de julho deste ano. O profissional era apresentador do programa Troca de Passes, do SportTV.

O humorista baiano Jotinha, conhecido como o “Rei do WhatsApp”, morreu em novembro após complicações provocadas pela Covid-19. A morte do também locutor baiano, foi noticiada em um dos principais jornais dos Estados Unidos, o The New York Times.


A cantora gospel Fabiana Anastácio foi vítima do novo coronavírus aos 45 anos. A artista faleceu em junho. Anastácio lançou o primeiro disco em 2012, intitulado “Adorador”, “Adorador 2 – Além da Canção” (2015) e “Adorador 3 – Além das Circunstâncias” (2017).

O cantor baiano MC Dumel, de 28 anos, foi uma das primeiras vítimas do novo coronavírus na Bahia. O funkeiro, que estava em ascensão com as canções Balança e Avisa lá, lançadas em 2019, morreu em 16 de abril.

A atriz e radialista Daisy Lúcidi, de 90 anos, morreu em maio. Natural do Rio de Janeiro, Daisy estrou estreou na televisão na década de 1960, na minissérie Nuvem de Fogo, de Janete Clair, na TV Rio.

Foto: Divulgação/Rede Globo


O ator Eduardo Galvão morreu na noite desta seg.07.dez, aos 58 anos. A última novela de Eduardo foi “Bom Sucesso”, em 2019. Na Rede Globo, ele era conhecido por trabalhos em “Caça Talentos” (1996), e tramas como “Despedida de Solteiro” (1992), “Porto dos Milagres” (2001) e “O Beijo do Vampiro” (2002).


Morreu nesta quarta-feira 02.dez.2020 o humorista Luiz Carlos Ribeiro, conhecido como Rodela, que trabalhava no Programa do Ratinho. Rodela estava internado no Hospital Geral de Guarulhos desde o fim de novembro, quando deu entrada com uma pneumonia. Segundo a assessoria do SBT, mais tarde o comediante foi diagnosticado com coronavírus e já tinha 95% do pulmão comprometido.

 

FONTE: Itinga Tv

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário