domingo, 24 de janeiro de 2021

COVID-19 MACAÚBAS: DENÚNCIAS NO MUNICÍPIO AFIRMAM QUE PESSOAS DE FORA DO GRUPO PRIORITÁRIO RECEBERAM A VACINA DA COVID-19


Como está acontecendo em todo o Brasil o nosso Blog www.blogjovanesales.com.br recebeu várias denúncias que no município de Macaúbas alguns funcionários da Saúde que não estão trabalhando diretamente na linha de frente contra a COVID-19 e pessoas que não residem em abrigos foram vacinadas contra o CORONAVÍRUS, entramos em contato com a DIRES e a coordenação nos disse “não acreditar nessas denúncias, pois, a Secretaria de Saúde têm que prestar contas de como foi e em quem foram aplicadas essas doses, mas, é de direito do cidadão, a fiscalização e denunciar caso aconteça alguma irregularidade”;  nosso Blog então entrou em contato com um Vereador que é o representante da população, que irá solicitar a Secretaria de Saúde a relação das pessoas que foram vacinadas, nos acreditamos que no nosso município um fato de tal gravidade não aconteceu, mas, é preciso investigar e apurar todas as denúncias.

O ditado “farinha pouca meu pirão primeiro” está sendo praticado em pelo menos sete estados, neste começo de campanha de vacinação contra a COVID-19. As escassas doses da CoronaVac que distribuídas, e que deveriam imunizar pessoas que fazem parte do grupo prioritário, estão sendo aplicadas em gente que não tem pruridos em furar a fila e que não pertence ao perfil que teria de ser atendido primeiramente. Os ministérios públicos estaduais e federal estão apurando oito episódios de oportunismo, sobretudo, porque estão registrados pelos próprios furadores de fila nas redes sociais.

O MUNICÍPIO QUE NÃO SEGUI ESSA ORDEM PODE SER DENUNCIADO AO MINISTÉRIO PÚBLICO

A juíza Jaiza Maria Pinto Fraxe, da 1.ª Vara da Justiça Federal no Amazonas, decidiu no sábado 23.jan.2021, em caráter liminar, que quem recebeu a primeira dose da vacina contra a covid-19 furando a fila de prioridades não terá direito a tomar a segunda dose.

De acordo com a magistrada, "em razão da falta de explicação para os casos de pessoas que tomaram indevidamente a vacina, ficam todos proibidos de tomar a segunda dose, podendo ficar sujeitos à prisão em flagrante delito em caso de insistirem no ilícito".

Fura-filas da vacina não terão direito à segunda dose, decide Justiça do Amazonas.

Pessoas de fora do grupo prioritário não resistem às redes sociais e registram-se furando a fila da imunização, algumas em municípios que receberam aproximadamente uma centena de doses. Ministérios públicos dos estados e federal investigam uma série de denúncias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário