sexta-feira, 2 de abril de 2021

COVID-19: FREI DE MACAÚBAS / CANATIBA É CONTAMINADO EM UMA CASA DE REPOUSO E GRAVA VÍDEO EXPLICANDO COMO ESTÁ SUA SAÚDE



COVID-19: CORONA, O VÍRUS QUE PEGOU CARONA E VEIO DO INFERNO

Chegou pra fazer estragos na vida dos filhos de Deus.

Sem saber como essa PESTE penetrou numa Casa de Repouso de Filhos do POBREZINHO DE DEUS, numa cidade de São Paulo e, atacou um idoso indefeso, considerado "Santo," por quem bem o conhece:

Frei José Sales Ramos, Frei Juca (83anos), betaneiro de Canatiba, município de Macaúbas-BA. O "nosso" Frade foi levado ao hospital assim que nele apareceram os primeiros sintomas dessa moléstia que nos deixa agoniados; o resultado do teste feito foi "POSITIVO" e, no isolamento que já dura mais de um ano, o Frei Juca está sendo muito bem cuidado pelos seus IRMÃOS EM CRISTO.


VÍDEO 1 - DO FREI JUCA


VÍDEO 2 - DO FREI JUCA


VÍDEO 3 - DO FREI JUCA

Frei José Sales Ramos, com verdadeira fé, acredita no seu breve e perfeito restabelecimento.

Pedimos ORAÇÕES pela saúde do Frei Juca, até que as nossas preces sejam ouvidas. Que São Francisco de Assis derrame suas bênçãos sobre todos nós.

Não poderíamos falar do Frei Juca (meu Tio) e não falar um pouco de Canatiba local que ele tanto ama.

Teve início no século XVIII, tendo como primeiro morador Sr. José Batista Ramos e dona Marcelia Batista Ramos, Sr. Alferio Rufino e D. Sofia, família e outros. Trabalhava para seu sustento próprio na lavoura, criação de animais, mantendo o comercio com a antiga vila de Macaúbas, usando o carro de boi, cavalos e jumentos como meio de transporte. Tinha costumes de enterrar ouros, prata ser transformados em utensílios e moedas antigas. Vestiam roupas de algodão tecidos pelas mulheres, que também era tomas rendeiras, usando almofadas, bilros e espinhos de mandacaru. Todo esse início de comunidade foi na fazenda "maxixe".

Em 1915 passou a ser administrador o Canatibense José Francisco da Silva, que fio confirmador da criação do antigo maxixe, passando ao nome de Arraial de Betânia. É bom mencionar que os primeiros moradores do distrito sempre viverão cuidado de não deixar as pessoas analfabetas. Em 1915 surgiu o nome Betânia com a primeira missão religiosa onde o bispo sugeriu   devido ao local possuir muitas arvores frondosas e os riachos que ali desaguavam dando a sensação de um retiro para um descanso com um claro referencial a cidade bíblica BETÂNIA local onde JESUS CRISTO descansava de suas peregrinações. Nessa época quem comandava a cidade era o Canatibense JOSÉ FRANCISCO DA SILVA.


Em 1995 foi criado o cartório civil tendo como escrivã a senhora LAURINDA ROCHA, sendo levada a categoria de vida.  Em 1936 o nome foi mudado de BETÂNIA para CANATIBA que em tupi Guarani significa cana grossa. Hoje, é a maior produtora regional da cachaça, produtora a largamente consumida na região, PELA SUA QUALIDADE levando o nome deliciosa. 1937 foi construído no alto de uma colina uma capelinha em homenagem a SANTO ANTÔNIO.

Em 1938 ouve uma epidemia da febre tifoide que ceifou parte da população, fato doloroso que abalou todos. 1° pessoa que trouxe a doença indo em Bom Jesus da Lapa ao participar dos festejos do Bom Jesus foi dona Miquilina Teodora de 1938.






A primeira cultura era e continua sendo a cana-de-açúcar, onde os antigos destilavam a cachaça em alambiques de barros e depois apareceu o de cobre.


Nenhum comentário:

Postar um comentário