sexta-feira, 16 de abril de 2021

QUANDO O PODER PÚBLICO É AUSENTE, A POPULAÇÃO COLOCA A MÃO NA MASSA

 

A dura realidade das escolas da zona rural de nossa região, é necessário urgentemente da visita do Ministério Público para apurar denúncias de situação precária nas instituições de ensino.

A visita do Ministério Público as escolas rurais mostrará que as Secretarias Municipais de Educação fecharam os olhos para as escolas do campo – há unidades da zona urbana que não estão muito longe do quadro caótico.

Cansados de esperar o poder público reparar as escolas vários pais de alunos resolveram colocaram a mão na massa e reparar a escola por conta própria.

Para um pai de aluno, é tamanha a precariedade da escola que “Uma reforma não adiantaria. Eles teriam que arrumar outro lugar e construir um novo prédio, começar do zero, porque a reforma custaria mais que uma escola nova”.

Como se não bastassem as condições ruins da escola, as estradas que dão acesso às localidades atendidas pelo educandário não receberam manutenção no período da seca e estão intransitáveis.
 
Essa matéria é sobre os municípios que os gestores abandonaram a educação e os compromissos ficaram SÓ NA PROMESSA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário